Publicado em

FILHO, O MUNDO É UM MOINHO

Abaixo, palavras de um pai para a filha decidida a viver de modo irresponsável a sua vida; parte de uma música de Cartola. Semelhante ao Pai da parábola dos filhos perdidos, contada por Jesus. Semelhante ao olhar sofrido e amoroso do meu amigo pelo filho que aos 16 anos de idade acha-se invencível e se precipitou às drogas. Eu que tenho filho, oro e choro a dor dos pais que veem os seus saindo de casa, na esperança de que voltem.

“Ouça-me bem, amor
Preste atenção, o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos tão mesquinhos
Vai reduzir as ilusões a pó
Presta atenção, querida
Em cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás à beira do abismo
Abismo que cavastes com teus pés”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *