Publicado em

PRA UMA SÓ PESSOA

De vez em quando acordo com a sensação de que o que realizo não é tão relevante. Isso se dá, primeiro, por causa da percepção que tenho de meus pecados e fraquezas. Fato. Mas também por causa da impressão de que não muitas pessoas são atendidas. Isso por causa da noção de que os números evidenciam o sucesso, especialmente em nossa geração, marcada pelas multidões de seguidores instantâneos e publicações que “viralizam” em poucas horas. Quando poucos os “likes”, soa-nos irrelevante a vida. Ilusão.

Dia desses, relendo o texto dos Atos da primeira igreja, no Novo Testamento, fui lembrado de que seu autor, Lucas, que também escreveu o “Evangelho de Lucas”, fez todo o esforço de escrever dois grandes e densos livros para um só leitor, o Teófilo. Imagina, escrever dois dos textos mais importantes da história ocidental para apenas uma pessoa!

Lucas me lembrou um princípio do Reino de Deus, de que quem atende a uma só pessoa, atende ao mundo inteiro, porque o Rei multiplica o impacto da ministração tão livremente quanto o Espírito que sopra onde quer e leva consigo o que é importante para abençoar multidões.

Assim, mesmo nos dias em que tenho a impressão da irrelevância histórica, sigo produzindo sem me deixar levar pela pressão dos números. E quem sabe um dia tomo a coragem do Lucas e me dedico a um só, com a fé de que terei realizado a obra de minha vida.

©2015 Alexandre Robles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *