Publicado em

EU POSSO DIZER NÃO A VOCÊ?

Há algumas razões, que nos levam a atitudes e comportamentos, que causam nas pessoas que mais convivem conosco a sensação de que elas não podem nos dizer “não”, de que nada podem nos negar. Às vezes somos exigentes, demonstramos rancor e amargura, espalhamos uma atmosfera de manipulação emocional chamando atenção demasiada para nossas demandas, etc. Por essas e outras, as pessoas se sentem constrangidas e obrigadas. Somos e agimos assim, muitas vezes por causa de carências profundas ou hábitos nocivos. Traumas e perdas nos tornam carentes e exigentes de atenção e aprovação e por não sabermos lidar com negativas, pensamos que quando alguém nos diz “não” para uma demanda, está nos abandonando ou rejeitando completamente. E a cultura familiar pode ser tão nociva, quando desde a infância fomos habituados a receber tudo com muita facilidade, fomos mimados por parentes que faziam tudo o que exigíamos sem nos permitir viver as benéficas experiências de frustração da infância e da adolescência.
 
São apenas algumas camadas de uma realidade que torna insuportável os relacionamentos, que é a impossibilidade de ser conviver com os “nãos” sem perder o equilíbrio e a continuidade.
 
O “não” precisa deixar de significar para nós abandono e rejeição e precisa ser assimilado como uma forma de limite amoroso, a fim de que libertemos as pessoas que amamos e nos libertemos também.
 
2016 Alexandre Robles
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *