Publicado em

É HORA DE IR PRO CONFLITO OU DE SER DISCRETO?

Em João 6, lemos que os irmãos de Jesus, por não acreditarem em que Ele dizia ser, à época, o incitavam a que fosse às Festas Oficiais dos Judeus e se apresentasse em público. Diziam eles que se Jesus queria que as pessoas soubessem quem Ele dizia ser, deveria se mostrar para um grande número de pessoas.

Eles sabiam, Jesus sabia, qualquer pessoa já sabia que a liderança judaica ali estaria em peso e que já nutria suspeitas e desafeto por Ele, esperando oportunidade de desacredita-lo diante do povo e incrimina-lo perante os romanos. Estariam também ali os líderes políticos de movimentos revolucionários armados, que ao menor sinal da presença de Jesus tentariam aproveita-la para confrontar os judeus. E, em dias de festas como aquelas, os governantes Romanos utilizavam Jerusalém como uma espécie de Cidade de Campo, onde descansavam e tiravam “férias”. Se Jesus fosse abertamente às festas iria causar conflito, com possível incitação popular e de repente, sem que soubessem porquê ou para quê, uma multidão poderia ser envolvida numa briga generalizada. 

Se Jesus quisesse apenas ser um líder político, este seria o cenário ideal para avaliar seu eleitorado e demonstrar a força de sua militância.

Mas não era esse o caso, não é nesse palco que Ele atuava, por isso, decidiu ir à festa discretamente, sem que nem mesmo os próprios irmãos atiçadores soubessem. Somente depois de momento apropriado, em lugar adequado, passou a ensinar o Evangelho do Reino de Deus, sem se ocupar com a militância hostil dos reinos partidários humanos.

Hoje, dia 18 de março de 2016, possivelmente teremos dois grupos diferentes se manifestando numa mesma avenida paulista. E dizem que haverá presença de personagens centrais nos conflitos políticos atuais. Temo pelo que pode acontecer. Inicio minha manhã com um olhar cuidadoso nos dias de hoje e com o coração inclinado aos passos de Jesus de Nazaré, meu Senhor e Mestre.

©2016 Alexandre Robles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *