Publicado em

A gente sempre nasce cego, abre os olhos somente quando vive uma profunda experiência espiritual. Enxergar é habilidade espiritual, contra a qual o mais perspicaz inimigo é a Religião, aquela forma institucional, baseada no mérito pessoal, alimentada pela vaidade das aparências e pela manutenção do bom comportamento medíocre. A Religião é a bengala dos cegos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *