Publicado em

Perguntaram-me sobre dúvidas e medos. Os tenho. Lembrei-me do versículo de João: “o perfeito amor lança fora o medo; aquele que teme não está aperfeiçoado no amor”. Fez mais sentido. Conforme vou sendo aperfeiçoado pelo amor, vou temendo menos. Eu temo, não estou aperfeiçoado. Nem no amor que dou, nem no amor que recebo. Vou levando. Só não desisto. Sigo com medo mesmo. Sigo, ora duvidando, ora confiando um bocado. Sigo. Um dia acho que entenderei que é assim que se vive, seguindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *