Publicado em

JOGOS CRUÉIS

Crueldade é quando eu sei e posso, mas não ajo. Posso ser cruel quando sei o que uma pessoa precisa receber de mim emocionalmente e não ofereço por pura teimosia ou capricho; ou quando sei o que a pessoa quer dizer, quando ela mesma não consegue explicar, mas não respondo enquanto não a ouvir dizendo; ou quando já entendi suas motivações, já compreendi a origem de seu erro, já perdoei, mas não abro mão de um ato de reparação que me convença do arrependimento; ou quando sei o que agrada, sei como um simples afeto meu traz paz, aceitação e equilíbrio e não faço sob o risco de parecer vulnerável; ou quando sei que agi errado e que deveria pedir perdão, mas não peço para não dar razão à demanda do outro.

A crueldade é uma das manifestações mais lamentáveis de desamor, pior que a raiva, a rejeição, ou equivalentes, pois estes são fruto de incapacidade, descontrole e desconhecimento, mas a crueldade é ação consciente.

Segundo o irmão Paulo, da Bíblia, quem sabe e não faz, comete pecado.

2015 Alexandre Robles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *