Publicado em

MEDO E FRIO

“O perfeito amor lança fora o medo”, disse o Apóstolo João. O aperfeiçoamento do amor é proporcional à diminuição do medo. Pessoas que se desenvolvem em ambientes seguros de aceitação, temem menos os desafios da vida, arriscam mais, realizam sem medo dominante de fracasso.

Somos uma geração sem vínculos de amor. Relacionamentos acabam com grande facilidade, filhos se sentem desamparados por pais dispostos a tudo por suas carreiras, mulheres temem o abandono diante de uma avassaladora máquina de propaganda do corpo perfeito e do sexo extraordinário, homens temem a sensação de inutilidade nesse novo mundo de competição com as mulheres por seu espaço na sociedade.

Poucos são os que se sentem realmente seguros sobre o amor que os cerca e poucos são os que amam com o compromisso da vida dedicada.

O amor está esfriando, como Jesus advertiu que seria. Frio e medo nos envolvem.

Aqueles que se aventurarem a amar de modo simples e rotineiro, serão responsáveis pela manutenção da vida e por evitarem a extinção de nossa civilização.

O que está acontecendo é muito sério! Não sei quantos de nós entenderão a gravidade desses dias! Oro a Deus que nos salve e proteja.

2015 Alexandre Robles

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *