Publicado em

Cegos, surdos, mudos

Jesus morreu e ressuscitou para que a morte do menino sírio não seja em vão; morreu e ressuscitou justamente para nos salvar de nossa malignidade humana que produz realidades como aquela. Vivo em fé discreta, pois sei que seremos todos resgatados e isso me traz esperança, mas preciso caminhar com lágrimas de tristeza diante da calamidade de nossa civilização.

Não há espaços para o cristianismo ufanistas e debochado de uma massa que se aglomera ao redor de discursos malignos e idiotas como o da Teologia da Prosperidade.

Não há espaços para shows de performance alienada aos quais os cultos se transformaram, com gente cantando e repetindo tolamente jargões que enfatizam um deus ocupado de realizar mesquinhos desejos de mesquinhos religiosos que se acham tão especiais, num mundo agonizante, ao ponto de acreditarem que suas rezas, campanhas e barganhas os habilitam a viver uma vida isenta de dificuldades.
São cegos, surdos, mudos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *