Publicado em

Controlamos quase nada. Não controlamos o futuro, o coração das pessoas, nem nossos próprios desejos. O que controlamos, de fato, é nossa decisão. Sempre podemos escolher o que fazer e como reagir a tudo o que nos acontece. E é a decisão que se torna semente para tudo o que se realiza em nós. Bom desejos, sem decisão, nada realizam. Maus desejos, com a decisão de resistência, não confirmam erros. Amanhã, não importando o que nos aconteça, seremos o resultado de cada pequena decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *